CM-03. Logos e rhema

Infelizmente, o NT em português traduz como “palavra” dois termos que na verdade são distintos no original grego: logos e rhema. Mas há uma diferença muito importante entre essas duas palavras:

Logos é a palavra transmitida de maneira coletiva, um ensinamento, uma doutrina, tal como ocorre num discurso público ou pregação (Lc 8.5a,11). É aquilo que Deus falou e foi registrado na Bíblia Sagrada para nossa orientação. É o conhecimento bíblico. Logos ocorre 312 vezes no NT. Exemplos:

  • “Saiu o semeador a semear …; a semente é a logos de Deus” (Lc 8.51,11b).
  • “Se alguém me ama, guardará a minha logos (Jo 14.23).
  • “Santifica-os na verdade, a tua logos é a verdade” (Jo 17.17).
  • “… que maneja bem a logos da verdade” (2Tm 2.15).
  • “E sede praticantes da logos” (Tg 1.22).

Rhema é a palavra transmitida com uma finalidade específica, uma sentença, um comando. É aquilo que Deus está falando conosco pessoalmente; a palavra ardendo em nosso coração. É o poder de Deus atuando com um propósito específico em nosso espírito. Rhema ocorre 63 vezes no NT. Exemplos:

  • “Não só de pão viverá o homem, mas de toda rhema que procede da boca de Deus” (Mt 4.4).
  • “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela rhema de Deus.” (Rm 10.17).
  • “As rhema que eu vos digo são espírito e são vida” (Jo 6.63).
  • “Eis aqui a serva do Senhor, que se cumpra em mim conforme a tua rhema” (Lc 1.38).

Os versículos acima mostram que somente a “rhema” é capaz de alimentar, gerar fé, produzir vida no espírito. Quantas vezes ao passarmos por um trecho conhecido da Bíblia (“logos”) de repente ele nos salta aos olhos, nos toca e arde em nosso coração (“rhema”)? É Deus falando conosco! É o “logos” se convertendo em “rhema” para nós, naquele instante.

Mas cuidado: a “logos” não é obrigado a tornar-se “rhema” toda vez que você quiser! Por isso, não tente forçar uma resposta (“rhema”) de Deus para você, por exemplo, abrindo aleatoriamente a Bíblia (“logos”) e querendo adotar o que saia como se fosse “rhema”. Isso seria presunção, e não fé. Cuidado para não confundir a genuína “queimação” do “rhema” (no espírito) com a falsa “comichão da emoção” (na alma).

Outra fonte de “rhema” é quando Deus fala diretamente ao nosso espírito, mas isso requer que nós, através da oração, desenvolvamos intimidade com Deus (dica: sobre como praticar isso, leia o post “Sobre a prática do orar-ler-ouvir’, na seção Blog). E ainda uma terceira forma de receber a “rhema” de Deus é quando Deus usa um profeta para falar conosco. Mas cuidado com as “profetadas”, que não passam pelo crivo da Palavra e não encontram testificação em seu espírito. A verdadeira profecia, quando é especificamente dirigida a uma pessoa, sempre será confirmada no espírito de quem a recebe (Lc 2.19, 51). Por isso, Slide1guarde os seguintes princípios importantes:

  1. A rhema nunca contradiz a logos. Jesus disse que passarão o céu e a terra, mas a sua palavra (logos) jamais passará (Mt 24.35). Portanto, nenhum outro ensino ou profecia, ainda que seja transmitida por um anjo de luz, pode modificar ou negar a Palavra já registrada na Bíblia. Essa é a maneira biblicamente correta de julgar se o que estamos recebendo é do Espírito Santo ou de “outro espírito”.
  2. Sem conhecimento da logos não podemos experimentar a rhema. Deus não é obrigado a repetir o que já disse. Temos que estudar na Bíblia (logos) o que já está revelado. Temos que meditar, guardar a “logos”. E temos que buscar com fervor intenso a revelação e a experiência da “rhema” (poder de Deus). Há um preço a ser pago!

Portanto, é preciso ter as duas coisas em nossa vida: a logos (conhecimento das Escrituras) e a rhema (poder de Deus). O erro dos saduceus foi não ter nem um nem outro (Mt 22.29). O mesmo ainda ocorre hoje com muitos líderes na igreja, que não conhecem nem a “logos” e nem a “rhema”. Esses, Deus está a ponto de vomitá-los (Ap 3.16). Há outros que conhecem a “logos”, mas não conhecem a “rhema”. Esses geralmente se secam e não geram fruto. Há ainda aqueles que conhecem a “rhema”, mas não a “logos”. Esses geralmente se ensoberbecem e acabam escandalizando o evangelho, pois tornam-se presas fáceis para o engano das trevas. Mas felizmente também há os que conhecem tanto a “logos” quanto a “rhema”. Esses são os que crescem na obra do Senhor, e produzem a trinta, a sessenta e a cem por um!

Uma resposta

  1. Olá que a Paz do Senhor esteja conosco meus Amados, sou um novo convertido ontem a noite foi meu batismo; não sei nada sobre as escrituras da palavra do Senhor Jesus, por isso quero muito me alimentar a cada dia da palavra do Todo-Poderoso, quero muito saber o significado do logos, e o rhema para que meu espírito seja edificado com a sabedoria do Altissimo…gostaria de ter um comentário no meu Gmail por favor !!!
    Gostei muito da página, que o Senhor Jesus te abençoe Poderosamente.
    filho.dos.tres@gmail.com #JesusCristoemnos ^^

O que você acha? Contribua com um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s