Os números de 2014: comemorando o primeiro ano do blog jesuscristoemnos.org

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2014 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos em Sydney, Opera House tem lugar para 2.700 pessoas. Este blog foi visto por cerca de 16.000 vezes em Se fosse um show na Opera House, levaria cerca de 6 shows lotados para que muitas pessoas pudessem vê-lo.

Clique aqui para ver o relatório completo

Faça-o conscientemente!

ChrisSligh_father-son-sunsetOutro dia estava cochilando, naquele dorme-não-dorme, quando um pensamento estranho me passou pela cabeça, sei lá porque: “Faça-o conscientemente”. Explicação a seguir: Bicho esquisito, esse que parece habitar dentro da gente: o vírus da atrofia amorosa. Se fosse descoberta de algum patólogo, seu nome científico seria algo como “atrofium amorandus”. Explico mais: nossa tendência “natural” parece ser não demonstrar carinho, ocultar a atenção ao próximo, dissimular o afeto. E se isso começa até mesmo dentro da família, que dizer então com relação aos completos estranhos, aqueles seres-paisagem que flutuam ao nosso redor na rua, no elevador, no ônibus, nas lojas do shopping? O filho jovem desvia do beijo do pai, o pai só raramente pega e contempla com carinho as mãos da patroa, o irmão acha mais normal a briguinha com a irmã do que um gesto de meiguice, e por aí vai. E mesmo quando as circunstâncias nos entregam de bandeja um momento precioso de proximidade, na maioria das vezes estamos desatentos, despreparados para aproveitá-lo como manda o figurino. Como por exemplo… chupar sorvete de casquinha com o neto, ver o filhinho dormindo no berço, observar na irmã alguns traços seus, notar que velhos amigos dão risada do mesmo modo, responder ao simpático “bom dia” do vizinho, olhar pros olhos sorridentes da vendedora treinada em atender clientes…
Então, seguinte: proponho aqui uma campanha de erradicação do atrofium amorandus (vulgo AA). Vacine-se contra esse inconspícuo microorganismo. E amanhã desperte com a disposição, desconfortável no início, de conscientemente manifestar simpatia, gentileza e amabilidade às pessoas com as quais você vier a interagir. Toque com carinho o ombro do seu filho, curta um simples estar-juntos, sem dizer palavra, beije mais prolongadamente o rosto da esposa, abrace mais forte o amigo, aperte um pouco mais a mão do colega de trabalho. Olhe-os com mais ternura. Mas faça-o CONSCIENTEMENTE. Deliberadamente. De propósito mesmo. Ah! E a prova das provas: mantenha a calma no trânsito, até mesmo para aquele fulano que fica vacilando na sua frente, ou para o furão que não respeita fila.
Após esse doloroso processo, prossiga para níveis mais elevados de profilaxia anti-AA: acrescente aos gestos algumas palavras de apreço. Após treinar diante do espelho, faça alguns elogios ou desejos sinceros: “Você é muito gentil!”; “Bom trabalho!”; “Deus abençoe o seu dia!”, pra começar. Mas faça-o CONSCIENTEMENTE. E curta o espanto desconfiado de alguns e a grata reação de outros. Com a desenvoltura trazida pela prática, algumas pessoas até poderão lhe perguntar, curiosas: “O que é que você tem de especial? Por que você é diferente?”. E pronto: porta aberta pra explicar que essas pequenas demonstrações de amor não vem de você mesmo, mas do amor que o Senhor Jesus instalou em seu coração.
Concluo o post com alguns dados científicos: as constantes pesquisas demográficas levadas a cabo no litoral mineiro constatam que tais práticas deflagram uma contagiante onda de sorrisos mútuos em 99,73% dos praticantes. E cientistas dos Alpes capixabas acabam de comprovar analítica e experimentalmente que os vacinados contra o AA obtêm um significativo acréscimo médio de 6 anos e 8 meses em seu tempo de vida, com uma margem de erro de apenas 15 dias. Ante tamanhas e inquestionáveis evidências, seria tolice não aderir à essa campanha. Pratique, insista. Faça-o conscientemente. Até que um dia, completamente curado da síndrome de AA, você o fará… NATURALMENTE! E a luz do Senhor brilhará em sua vida. E, como dizem as Escrituras, “rios de água viva brotarão do seu interior”.

Deus é injusto ao permitir o sofrimento e ameaçar com o inferno?

 

AngryGodExiste contradição entre o amor de Deus e a Sua justiça?

Os incrédulos, ateus e agnósticos recusam-se a crer em Deus porque dizem que, se Ele existe e é Amor, então é totalmente incoerente que Ele venha a lançar pessoas no inferno. Ou seja: ou Deus não existe, ou ele é imperfeito e contraditório. E como não faria sentido crer em um “deus imperfeito”, eles preferem não crer em nenhum deus.

Continuar lendo

Cinco evidências de que Deus está lhe usando poderosamente

Mais um post do Frank Viola que vale a pena traduzir
(blog “Beyond Evangelical”, http://frankviola.org):
=========================================

“.. mas Davi se reanimou no SENHOR, seu Deus “(1Sm 30.6)

  1. Muitas pessoas dizem que o Senhor mudou suas vidas através de alguma coisa que você escreveu, disse ou fez.
  2. Algumas pessoas atacam você por pura inveja, e a maioria delas sequer lhe conhece (esta é uma evidência chave da mão de Deus na sua vida).
  3. Você vê claramente os sinais da sua influência na vida de certas pessoas, mesmo que elas nunca mencionem esse fato a você.
  4. O inimigo tenta lhe apanhar e levá-lo a cair com tentações inusitadas.
  5. Deus lhe coloca em situações que testam duramente a sua fé e que revelam (para você) o que é que está no seu coração.

Lembre-se que você está numa batalha espiritual, um conflito cósmico. De modo que quando Deus está lhe usando poderosamente, o inimigo fará tudo o que está ao seu alcance para lhe travar. Tome isso como um tipo de “cumprimento ao revés” do mundo espiritual. Além disso, lembre que o começo da vida cristã é fácil, e o final é glorioso. Mas é no meio que ocorrem as batalhas mais ferozes e é onde muitos caem. Mantenha-se firme! E fique de olho no prêmio…
Frank Viola.

7. Recebendo Jesus Cristo, para uma nova vida!

Unknown Talvez ao ler os artigos anteriores você tenha sentido, em seu íntimo, um desejo de ter verdadeira comunhão com Deus, sentir e expressar o verdadeiro amor e a verdadeira paz, num mundo tão cheio de egoísmo, conflitos e tragédias pelas quais passam uma sociedade que vai  perecendo a cada dia, cada vez mais afastada de Deus. Nesse artigo vamos transmitir a mensagem bíblica de reconciliação com Deus que o grande Billy Graham sintetizou e publicou já no ano de 1951. Se, com humildade de coração, você ler e atentar para os quatro passos resumidos a seguir, você com certeza será transformado pela entrada da própria Pessoa de Jesus Cristo em sua vida!

Continuar lendo