DD-03. Uma visão geral da Bíblia

biblia12Nesta lição vamos aprender três coisas básicas sobre a Bíblia:

Como está estruturada?
Qual é o seu tema central?
O que relata a Bíblia?

Como está estruturada a Bíblia?

A Bíblia está dividida duas partes principais: O Antigo Testamento (AT, escrito originalmente em hebraico e aramaico) e o Novo Testamento (NT, escrito originalmente em grego). No total são 66 livros, sendo 39 no AT e 27 no NT.

Os 66 livros estão classificados ou agrupados por assuntos, e não necessariamente dispostos na ordem cronológica em que foram escritos. É bom ter isso em mente ao estudar a Bíblia, pois evitará possíveis confusões com relação a eventos históricos ou proféticos.

Os livros do AT estão divididos em 4 classes: Lei, História, Poesia e Profecia. Os livros de cada classe são os seguintes [1]:

  • LEI: de Gênesis a Deuteronômio. Esses cinco livros são chamados de Pentateuco. Tratam da criação e da lei transmitida por Deus ao povo judeu.
  • HISTÓRIA: de Josué a Ester. Contém a história do povo judeu.
  • POESIA: de Jó a Cantares de Salomão. São chamados poéticos devido ao seu estilo de escrita.
  • PROFECIA: de Isaías a Malaquias. Contém as mensagens que Deus mandou entregar para advertir o povo judeu quando este se desviava e para consolá-lo quando sofria a correção. Muitas destas profecias ainda estão por cumprir-se, e se referem ao futuro não apenas do povo judeu, mas também de toda a humanidade.

Os livros do NT também estão divididos em quatro classes: Biografia, História, Doutrina e Profecia. Os livros de cada classe são os seguintes:

  • BIOGRAFIA : São os quatro Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João). Descrevem primeira vinda do Senhor Jesus Cristo, desde sua encarnação como homem, seu ministério na terra, sua morte e ressurreição.
  • HISTÓRIA : É o livro de Atos dos Apóstolos, o qual registra a história da Igreja em seu primeiro século.
  • DOUTRINA: de Romanos a Judas, são as epístolas ou cartas escritas pelos apóstolos para instruir a Igreja.
  • PROFECIAS: É o livro de Apocalipse (que significa “revelação”). Descreve em linguagem profética como será a segunda vinda do Senhor Jesus à terra, o julgamento de Deus sobre a humanidade, e nos dá uma idéia de como será a vida eterna que os salvos em Cristo teremos no céu.

Qual é o tema central da Bíblia?

É o Senhor Jesus Cristo. Ele mesmo declara isso em Lc 24.27,44 e Jo 5.39. Considerando Cristo como o tema central da Bíblia, os 66 livros poderão ficar resumidos em 5 palavras, todas referente a Cristo, assim:

  • PREPARAÇÃO – Todo o Antigo Testamento trata da preparação para a vinda de Jesus Cristo.
  • MANIFESTAÇÃO – Os Evangelhos tratam da manifestação de Jesus ao mundo, como Redentor pelo seu sacrifício de sangue.
  • PROPAGAÇÃO – Os Atos dos Apóstolos tratam da propagação de Cristo por meio da Igreja.
  • EXPLANAÇÃO: As Epístolas tratam da explanação de Cristo. São os detalhes da doutrina de Jesus.
  • CONSUMAÇÃO: O Apocalipse trata de Cristo consumando todas as coisas. (notas de C. I. Scofield).

O que relata a Bíblia? – Um curto resumo [ref. 2, com adaptações]

Deus criou o homem e o colocou em um ambiente perfeito. No entanto, o homem se rebelou contra Deus e pecou, deixando de ser o que Deus tinha planejado para ele. O pecado trouxe a maldição sobre o mundo, mas Deus em sua infinita misericórdia colocou em ação um plano para restaurar o homem e toda a criação à sua glória original.

Como parte do Seu plano de redenção, Deus chamou a Abraão para sair da Babilônia e ir para Canaã (mais ou menos 2000 A.C.). Deus prometeu a Abraão, a seu filho Isaque e seu neto Jacó (também chamado de Israel) que Ele iria abençoar o mundo através de um Descendente seu. A família de Israel emigrou de Canaã a Egito, onde eles passaram a ser uma nação.

Mais ou menos 1400 A.C., Deus guiou os descendentes de Israel a deixar o Egito sob a direção de Moisés e deu a eles a Terra Prometida, Canaã. Através de Moisés, Deus deu ao povo de Israel a Lei e fez uma aliança com eles: se eles permanecessem fiéis a Deus e não seguissem a idolatria das nações ao seu redor, eles iriam prosperar. Se eles abandonassem a Deus e seguissem os falsos deuses, Deus iria punir severamente sua nação.

Mais ou menos 400 anos depois, durante os reinos de Davi e seu filho Salomão, Israel se solidificou em um reino grande e poderoso. Deus prometeu a Davi e Salomão que um Descendente deles reinaria como um Rei Eterno.

Depois do reino de Salomão, a nação de Israel foi dividida. As dez tribos do norte se chamaram de “Israel”, e eles duraram mais ou menos 200 anos até que Deus os julgou por sua idolatria: a Assíria levou Israel cativo mais ou menos em 721 A.C. As duas tribos do sul foram chamadas de “Judá”, e elas duraram mais tempo, mas também acabaram abandonando a Deus. Então a Babilônia levou-os cativos mais ou menos no ano 600 A.C.

Cerca de 70 anos depois, Deus graciosamente trouxe o restante dos cativos de volta a sua própria terra. Jerusalém, a capital, foi reconstruída mais ou menos em 444 A.C., e Israel restabeleceu sua identidade nacional. Dessa forma o Antigo Testamento termina. Pode-se concluir que o relato da história do povo judeu no AT encerra uma grande lição: por mais esforços que o homem faça, ele é totalmente incapaz (com base em sua força e vontade próprias) de cumprir o padrão divino de justiça e santidade, devendo portanto voltar-se ao Único que foi capaz de fazê-lo: Jesus Cristo, o Messias prometido.

O Novo Testamento começa mais ou menos 400 anos depois, com o nascimento de Jesus Cristo em Judá. Jesus era o Descendente prometido a Abraão e Davi, Aquele que iria cumprir o plano de Deus de redimir a humanidade e restaurar a criação. Jesus completou fielmente Sua tarefa: Ele morreu pelo pecado e provou ser o Filho de Deus ressuscitando dos mortos. A morte de Cristo é a base para a Nova Aliança com a humanidade: todo aquele que tem fé em Cristo pode ser salvo do pecado e da morte, e viver eternamente com Jesus no Reino dos Céus.

Depois da Sua ressurreição, Jesus enviou Seus discípulos para anunciar em todos os lugares as boas novas da salvação e da vida eterna, formando novos discípulos e cidadãos do Reino de Deus. Eles viajaram pela Ásia Menor, Grécia e por todo o Império Romano. O Novo Testamento termina com uma profecia do retorno de Jesus para julgar o mundo incrédulo, libertar a criação da maldição, cumprir as promessas que ainda faltam para a nação de Israel, condenar definitivamente a Satanás e, após criar um novo céu e uma nova terra, ter o Seu povo vivendo para sempre com Ele no Reino de Deus.

REFERÊNCIAS:

[1] http://www.sosespiritual.hpg.ig.com.br/ a_estrutura.htm

[2] http://www.gotquestions.org/portugues/que-Biblia.html

O que você acha? Contribua com um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s