Mentiras evangélicas populares: início da série

Gostaria de compartilhar alguns pontos interessantes que li no livro “52 Mentiras Escutadas Todo Domingo na Igreja” (52 Lies Heard in Church Every Sunday). Uau!  O autor é o Pr. Steve McVey, e ele começa o livro reconhecendo humildemente que já pregou todas as 52 mentiras (e outras mais), antes de sair do legalismo religioso. Resolvi então postar as mentiras que achei mais interessantes, ou mais populares, as quais já ouvimos tantas vezes que as aceitamos como se fossem verdades inquestionáveis. Vou tentar resumir o máximo possível, traduzindo apenas alguns trechos do que o livro diz sobre cada mentira (eventualmente acrescento algo próprio, a fim de juntar as ideias). Abaixo segue a Mentira #1. Procure no blog as outras.

MENTIRA #1: SALVAÇÃO É ENTREGAR SUA VIDA A CRISTO

“Salvação não é uma questão de dar sua vida a Jesus. Na verdade, a salvação não tem absolutamente nada a ver com o que VOCÊ possa dar ao Senhor. Somos salvos pela graça, e graça tem a ver somente com o que ELE nos deu, e não com o que nós damos a Ele. Você não recebe vida eterna porque deu sua vida a Jesus, mas sim porque ELE entregou Sua vida por você. A diferença parece sutil, mas é muito importante. A natureza da perspectiva religiosa foca no que NÓS fazemos, em vez de colocar o foco no que o nosso gracioso Deus já fez. A mentalidade religiosa nos leva a pensar que quando nos comportamos de certo modo, Deus reage ao nosso bom comportamento.” (Na verdade, nós é que devemos reagir positivamente quando temos revelação do que Ele fez por nós).

“A salvação é obra de Deus. Nossa resposta a Ele ocorre porque foi Ele que iniciou a coisa toda. Nós o amamos porque Ele nos amou primeiro. Graça significa que somos meros receptores do que Deus fez através de Jesus Cristo. Ele é o iniciador, o ativador e o perpetuador da nossa fé e salvação. Do princípio ao fim, tudo gira em torno dEle. Nós não contribuímos em nada para a nossa salvação, porque afinal não temos nada para contribuir nesse assunto. Leia os seguintes  versículos e note como a iniciativa SEMPRE parte de Deus: Jo 3.16, 2Co 5.19, 1Jo 4.10.

Notou a consistência do tema? Tudo é sobre Deus e o que Ele fez por causa do Seu amor por nós. O evangelho não tem nada a ver com a humanidade buscando a Deus para dar-lhe algo (isso é religião). O centro do evangelho é a Trindade movida por amor, compaixão e misericórdia para nos alcançar e conceder uma salvação que jamais poderíamos conquistar por mérito próprio (isso é graça).”

“Não há nada que tenhamos que fazer além de simplesmente crer e dizer: ‘Muito obrigado, Senhor!’. Pela fé, a realidade objetiva da obra completa de Deus torna-se nossa realidade subjetiva. Leia Ef 2.8-9. Até mesmo a fé que precisamos para ser salvos vem de Deus!”

“Quero que você veja que antes que você quisesse Deus, Deu quis você. Devemos agradecer que a salvação não requer entendimento perfeito de nossa parte, mas apenas uma simples aceitação de tamanha graça. Deus olha para o coração do seu povo. Ele busca corações sinceros, não mentes perfeitas.”

“Não foi Jesus que entrou em nossa vida, mas fomos nós que entramos em Sua Vida. Isso não lhe parece muito melhor? Um mau entendimento quanto a isso pode impedir que você viva da forma como o Pai planejou. Estamos muito mais preparados para a vida quando entendemos nossa jornada como seguidores de Jesus Cristo, dando a Deus toda a glória por Sua obra e vivendo humildemente pela fé nEle. Então nossa vida diária torna-se uma extensão natural do modo como tudo começou: um verdadeira caminhada em graça!”.

O que você acha? Contribua com um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s